VOCÊ ESTÁ EM | HOME | DICAS

DICAS

O papel crítico da medicina laboratorial durante a
pandemia de SARS-CoV-2

Coleta

Nesse cenário da pandemia, a medicina laboratorial e seus profissionais estão fornecendo, ininterruptamente, resultados vitais de testes para diagnosticar, prognosticar e gerenciar os pacientes com COVID-19.
As linhas de evidências contribuem para demonstrar que o diagnóstico etiológico da infecção por SARS-CoV-2, responsável pela COVID-19, não é possível sem testes laboratoriais, seja pela identificação direta da presença do vírus em amostras biológicas com a reação em cadeia da polimerase transcriptase reversa em tempo real (RT-PCR), seja por meio da detecção de resposta imunológica contra o vírus, monitorando a resposta de anticorpos.
Além da contribuição essencial para o diagnóstico da infecção por SARS-CoV-2, a medicina laboratorial é fundamental para a estratificação de risco com o recurso de muitos testes, como contagem de células sanguíneas e biomarcadores inflamatórios, cardíacos, musculares, hepáticos, renais e hemostáticos, que são elementos essenciais para identificar um subconjunto de pacientes com risco aumentado de desenvolver as complicações mais graves de COVID-19. Uma revisão sistemática da literatura, destacou as anormalidades mais importantes observadas em pacientes com COVID19, principalmente abrangendo linfopenia, valores aumentados de Proteína C reativa (PCR), lactato desidrogenase (LDH) e dímero D, diminuição da concentração de albumina sérica. Para fins de prognóstico, também foram descritos valores aumentados de aspartato aminotransferase (AST), alanina aminotransferase (ALT), bilirrubina total, creatinina, troponinas cardíacas, dímero D, tempo de protrombina (PT) e procalcitonina.
Nesse momento, os laboratórios podem ser solicitados a aprimorar seu rendimento e reduzir o tempo de retorno, mas isso pode não ser sustentável sempre. Recrutamento urgente de pessoal para gestão de um maior volume de testes sorológicos ou moleculares pode ser necessário e deve ser organizado o mais rápido possível, considerando que o treinamento prático é necessário. Para atender às demandas, o estabelecimento de uma rede eficiente de laboratórios clínicos regionais é uma solução viável, com regulamentação para o transporte de espécimes e biossegurança bem definida e monitorada. Destaca-se uma necessidade inevitável de direcionar esforços para permitir uma harmonização melhor e mais ampla de resultados e informações laboratoriais, abrangendo questões analíticas e não analíticas
Por último, mas não menos importante, é essencial que a equipe do laboratório seja instruída a comunicar os resultados dos testes às partes interessadas apropriadas, ou seja, aos órgãos que são oficialmente responsáveis por lidar com o surto, evitando a divulgação de informações que poderiam gerar pânico ou segurança de forma inadequada, entre a população.
É incontestável que a medicina laboratorial fornece uma contribuição essencial para o raciocínio diagnóstico, cuidado, gerenciado e monitoramento terapêutico da grande maioria das doenças humanas, incluindo assim as doenças infecciosas e a COVID-19, definida como emergência de saúde global pela OMS.

Assessoria Médica Lab Rede
Edição 10. Setembro/2020
Referências

1) Lippi, G., & Plebani, M. (2020). The critical role of laboratory medicine during coronavirus disease 2019 (COVID-19) and other viral outbreaks, Clinical Chemistry and Laboratory Medicine (CCLM), 58(7), 1063-1069. doi: clique aqui.

Depoimento

Gabriela Pais Marcio Grillo

AVALIAÇÃO: POSITIVO

Eu recomendo. ..bom atendimento e bom preço...

Jose Sergio Oliveira

AVALIAÇÃO: POSITIVO

NOTA 10